terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Picada de Escorpião



Picada de escorpião: o que devo fazer?

 

Os escorpiões são animais invertebrados que apresentam corpo, quatro pares de pernas e cauda, na ponta da qual há bolsas de veneno e um ferrão.
Embora existam inúmeras espécies desses animais, nem todas possuem um veneno tóxico o bastante para causar acidentes graves com sua picada.
Escorpiões podem ser encontrados em todas as regiões do território brasileiro, tanto na área urbana quanto na zona rural. 

São animais de hábitos noturnos que em regra se escondem abrigados da luz, escondidos sob pedras, entulhos, lenha, material de construção, encanamentos, dentro de calçados e roupas, no interior das casas e em seus arredores. São carnívoros. Alimentam-se de insetos, como cupins, grilos e baratas (especialmente), mas podem sobreviver longos períodos sem comida e sem água.

No Brasil, a maior parte dos acidentes com animais peçonhentos é provocada pela picada dos escorpiões e ocorrem dentro das casas. Em geral, os ataques ocorrem quando, de alguma forma,  eles se sentem ameaçados com a proximidade de uma pessoa.

Sintomas

Dor intensa, sensação de ardência ou agulhadas, inflamação no local são os sintomas mais comuns da picada de escorpião. Nos casos mais graves, pode acarretar aumento da frequência cardíaca, suores, enjoos, dificuldade para respirar, queda de pressão. Geralmente, as crianças ficam inquietas e apresentam movimentos descoordenados.
Tratamento

Na maioria dos casos, as picadas de escorpião podem ser tratadas em casa. 
São medidas importantes aplicar gelo no local, proteger a pele com um pano limpo, tomar analgésicos comuns para alívio da dor e permanecer em repouso.
Alguns escorpiões, porém, possuem um veneno muito tóxico. 
Se o quadro não regredir e a pessoa (especialmente se for criança) apresentar sonolência e pressão baixa deve ser encaminhada imediatamente para atendimento médico, levando consigo, sempre que possível, o animal que a atacou. 
Isso ajuda a identificar com mais rapidez o antídoto que deve ser administrado.
O tratamento com soro antiescorpiônico é indicado naqueles pacientes que apresentem, além dos sintomas clássicos, manifestações de envenenamento sistêmico. Nesta situação, aplicar o soro específico em doses adequadas o mais precocemente possível.

Recomendações

- Mantenha sua casa, o quintal, o jardim sempre limpos, sem acúmulo de lixo ou de objetos que possam servir de esconderijo para escorpiões;

- Instale telas nas portas e janelas. Vede as frestas;

- Examine roupas e calçados antes de usá-los;

- Use botas de cano longo, mangas compridas e luvas quando manipular objetos em locais que possam servir de abrigo para escorpiões;

- Não hesite. Procure imediatamente atendimento médico se suspeitar que uma pessoa foi  picada por um escorpião. Caberá ao médico avaliar a gravidade e as consequências do ferimento.



Manter a pessoa que foi picada calma e tranquila. A partir daí, o local da lesão deve ser higienizado com água  e sabão e a pessoa deve ser levada imediatamente a um serviço de emergência médica.


Perguntas Freqüentes


O escorpião ataca?

 
Não, o escorpião se defende. Ferroa apenas quando é molestado, para se defender, ou seja, quando alguém coloca a mão ou encosta-se nele intencionalmente ou sem perceber.
 

Se eu encontrar um escorpião na minha casa significa que encontrarei outros?
 
Provavelmente sim, mas não é obrigatório, pois nem sempre vivem em grupos. São animais solitários, porém em áreas urbanas concentram-se em locais de fácil acesso à comida e ao abrigo.
 

Os escorpiões formam ninhos?
 
Não, mas existem locais, principalmente em áreas urbanas, que favorecem o seu aparecimento em maior quantidade. Por outro lado, deslocam-se o tempo inteiro, sem necessariamente retornar ao mesmo local.
 

O escorpião sobe no vidro?
 
Não, os escorpiões não sobem em superfícies totalmente lisas.

Se um escorpião perder uma parte de seu corpo (pernas, cauda), ele consegue se regenerar?


 Não, somente alguns exemplares, quando muito jovens, regeneram parte das pernas. Na fase adulta, não trocam mais de pele, portanto não conseguem regenerar partes perdidas. No caso de perda da cauda, o animal morre por perda de hemolinfa ou por obstrução do seu intestino que termina no final da cauda. 

O escorpião, quando colocado em uma roda de fogo, comete suicídio?
 
Não. Na realidade, o escorpião morre desidratado pela ação do calor intenso. Os movimentos que simulam uma ferroada nada mais são que reação de defesa a um agressor, no caso, o fogo.


Todo escorpião é venenoso?

 
Sim, todos os escorpiões possuem veneno e a capacidade de injetar este veneno. A diferença entre as espécies perigosas e não perigosas está na ação deste veneno no homem.
 


O escorpião usa todo o seu veneno numa única picada?
 
Ele nunca utiliza todo seu veneno em uma única picada e pode causar um segundo acidente imediatamente após o primeiro. Pode também picar e não inocular veneno, causando um acidente assintomático ou “picada seca”.


 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário